Search
Close this search box.

Publicidade

Conheça o Amber Alert, serviço que ajudou a encontrar bebê sequestrado em Fortaleza

Ferramenta de busca começou a ser usada no Brasil em agosto de 2023, após uma parceria entre a Meta e o Ministério da Justiça.

Foto: Reprodução.
Compartilhe:

Um bebê de dois meses, sequestrado em Fortaleza no sábado (24), foi encontrado nesta segunda-feira (26) com auxílio de um protocolo de busca de crianças e adolescentes desaparecidos. Uma mulher de 39 anos foi presa sob suspeita de sequestro da criança.

A polícia utilizou o Amber Alert para localizar a criança. Essa ferramenta de busca começou a ser usada no Brasil em agosto de 2023, após uma parceria entre a Meta e o Ministério da Justiça. A Meta é a empresa proprietária do Facebook, Instagram e WhatsApp.

Continua Depois da Publicidade

O serviço do Amber Alert funciona da seguinte forma:

  1. A família faz o boletim de ocorrência e o desaparecimento da criança é confirmado pela autoridade policial;
  2. A autoridade policial, então, contata o Ciberlab, do Ministério da Justiça;
  3. Depois, o Ciberlab, em acordo com a Meta, prepara o aviso de desaparecimento, que deve ter foto da criança, nome, características físicas e a informações da última vez que foi vista;
  4. Por fim, o alerta do desaparecimento do bebê é entregue a todos os usuários do Facebook e Instagram num raio de 160 quilômetros do local do sequestro. Eles recebem a imagem da criança no feed das redes sociais

Conforme o acordo entre a Meta e o Ministério da Justiça, os alertas são emitidos apenas para casos de desaparecimento de pessoas menores de 18 anos em risco iminente, conforme avaliação das autoridades.

Segundo o delegado-diretor da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa do Ceará, Ricardo Pinheiro, algumas pessoas identificaram o bebê de dois meses sequestrado a partir das imagens divulgadas pelo Amber Alert nas redes sociais.

O delegado acrescenta que este é o terceiro caso de sequestro de bebês neste ano no Ceará, em que a polícia utiliza o serviço de alertas e consegue encontrar a criança.

De acordo com a Meta, o Amber Alert é utilizado em 30 países diferentes. No Brasil, o serviço está disponível no Ceará, Minas Gerais e no Distrito Federal, com planos de expansão gradual para todo o território nacional.

Os próximos estados a aderir à iniciativa devem ser Bahia, Piauí, Rio Grande do Norte, São Paulo, Pernambuco, Paraná, Paraíba, Amapá, Goiás e Roraima.

Sequestradora perdeu o bebê e mentiu para a família

Na segunda-feira (26), o bebê foi localizado. A mãe da criança sequestrada é uma pessoa em situação de rua. Segundo a polícia, a sequestradora estava grávida, mas perdeu o filho logo após o nascimento. A mulher de 39 anos que sequestrou o bebê perdeu o filho logo após o parto. No entanto, ela afirmou à família que a criança não havia falecido, mas estava internada em um hospital.

“Desde então ela passou a frequentar locais com pessoas em vulnerabilidade, usuários de droga, e criar contato, proximidade com pessoas nessa condição. Ela viu o recém-nascido, procurou se aproximar da mãe, esperou uma oportunidade de pegar a criança e chegou em casa apresentando aos familiares como sendo seu filho”, detalha Ricardo Pinheiro.

No sábado, o bebê foi visto pela última vez em uma pousada social da Prefeitura de Fortaleza, localizada no Bairro Centro, após a mãe o deixar aos cuidados da sequestradora, que estava presente no local.

“Ela teria deixado a criança rapidamente com uma pessoa que teria conhecido há alguns dias, para comprar algo, e ao retornar já não encontrou nem a senhora e nem o bebê”, explicou Ricardo Pinheiro, delegado-diretor da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa.

Além de acionar o Amber Alert, a Polícia Civil do Ceará também elaborou um retrato falado com as características da suspeita. A mulher e a criança foram encontradas no Bairro Sabiaguaba na segunda-feira.

A mulher detida foi encaminhada à delegacia, onde foi autuada em flagrante por sequestro e cárcere privado, ficando à disposição da Justiça.

Compartilhe:

Publicidade

Relacionadas